dia 3 de junho 2013



Não confio nos meus sentimentos, já não sei o que sinto! Por onde quer que caminhe mais confusa fico... Que sereia tola fui ao cair nas tuas garras, pescador cruel! Desejaste-me mas agora desprezas-me! Dizes que sou como o inferno na terra mas tal coisa não existe! Sei que sou como o cabo das tormentas, que muitos atrai mas poucos sobrevivem para contar o que lá se passa!
Mas agora abandonaste-me e estou perdida neste destino por ti escolhido, mas de uma coisa sei vou novamente te encontrar mas desta vez para me vigar! Outro corpo tomarei , outro ser serei... e ai quem vai cair nas garras de alguém és tu!

Sem comentários:

Enviar um comentário

Follow by Email