Mostrar mensagens com a etiqueta Produtos (des)apaixonantes. Mostrar todas as mensagens
Mostrar mensagens com a etiqueta Produtos (des)apaixonantes. Mostrar todas as mensagens

MEO √da incompetência ²

Nas últimas semanas tenho vindo a descobrir o quão árduo e complexo o trabalho de uma empresa de telecomunicações é, e a dificuldade que é acrescentada pelo simples facto do cliente mudar de casa. Sim, mudar de casa torna tudo um bicho de sete cabeças para este tipo de empresas, neste caso a MEO. Pobres coitados...

Avisar duas semanas antes que a mudança vai ser efectuada não é o suficiente, pois mentes de inteligência superior não conseguem dar conta de algo tão excepcional e fora do comum como: Se existe cobertura de fibra na nova morada. Não sabem! Preferem antes que o cliente instale ADSL e se sujeite a um serviço primitivo e penoso que tão bem faz ao carácter e ao enriquecimento da alma do que oferecer a melhor solução possível.

Resignadamente, acorda-se pela ADSL, mas, no entanto, não é que no dia da instalação resolvem que afinal há fibra..! Mas em que ficamos? Esperem que assim não há ADSL para ninguém, coloquem fibra... Vamos! Mas não. A MEO não aprecia o gesto de dar fibra aos clientes, porque o problema agora é outro... Já não é o facto de não haver cobertura de fibra, mas agora não podem, porque os antigos inquilinos contraíram dívida o que impossibilita a instalação do serviço na morada. Fantástico. Mas vocês perguntam: "Mas então o que é que o cliente actual tem a ver com o anterior que contraiu dívida?" E eu respondo: Rigorosamente nada. Foi por isso que se foi levar um comprovativo de morada a uma loja que certificava que os moradores da residência eram os presentes e não os que contraíram a dívida e aproveitou-se até para pagar uma factura já com a morada correcta.

Pensei eu que a história terminava aqui com um final feliz, mas não, porque a MEO nunca deixa de surpreender na altura de criar novas barreiras à satisfação do cliente. Mais de uma semana após terem desligado os serviços na casa anterior sem instalação na nova, dizem que não podem fazer nada, pois houve um engano na digitação do andar e apartamento no sistema! Impossível, certo? Segue-se um vai e vem de telefonemas de ambas as partes a tentar solucionar o problema, mas em vão. Tudo o que se gera é uma mixórdia de contradições, gente incompetente, desperdício de tempo e paciência, em que um operador volta a insistir que não há cobertura de fibra para que depois um supervisor desminta e afirme o contrário.

Depois de tudo isto, o que resta é o divórcio, algo que aparenta ser simples, mas as crenças religiosas da MEO impedem que se facilite a rescisão e tudo o que podem fazer é deixar o cliente uma hora inteira ao telefone sem resolução do problema e sem resposta. "Aguarde pelo nosso contacto enquanto tratamos disto o mais rápido possível" - dizem eles.

A MEO pode ir para o raio que os parta.

Follow by Email