dia 2 de novembro 2014


Preciso de sexo!
Do teu sexo!


Desejo-o a cada inspiração...
e ardência em meu corpo sinto
a cada minha expiração
Preciso de teu corpo!
Preciso de sexo!
Sem pudores!
Preciso de te sentir! 
E sem tudo isso...
é como se sem ele eu simplesmente não existisse!

1 comentário:

Follow by Email