dia 15 de dezembro 2013


O teu desejo senti mal entrei
E agora aqui escondida o terei
Minhas mãos percorrem-te
Dos pés à cintura
Tas excitado mas vou-te deixar
só a sofrer um pouco mais
e quando menos esperares
tenho-te na mão
e arrepias-te por inteiro
Mas o teu prazer vai ser lento
Minha boca vai provar-te
cada centímetro teu
E aqui tudo é para teu prazer
E por minha Luxuria

continuação do post anterior

Sem comentários:

Enviar um comentário

Follow by Email